• NATAL É A MAIOR CONFRATERNIZAÇÃO ECUMÊNICA MUNDIAL

    Eu sei que a maior parte de vocês vão dar as mesmas desculpas esfarrapadas que os infiéis sempre deram ao longo dos séculos, para fazerem a vontade dos homens...

  • REGULAMENTOS DO CULTO VERDADEIRO

    O que foi escrito sobre cultuar a Deus pode ser notado claramente em Mt 6 com a orientação de Jesus. Alí ele está fazendo um contraste entre...

  • O QUE É SUSTENTABILIDADE?

    O discurso sobre sustentabilidade possui uma mensagem subliminar que as pessoas ainda não entenderam. Para ter uma idéia do que se trata realmente, imagine você, em uma prisão contendo 10 pessoas. Nesta mesma prisão...

  • SAI DELA POVO MEU - PARTE 1 - MESA ESPIRITUAL

    "Porque nós, sendo muitos, somos um só pão e um só corpo, porque todos participamos do mesmo pão. Vede a Israel segundo a carne; os que comem os sacrifícios não são porventura participantes do altar? Mas que digo? Que o ídolo é alguma coisa? Ou que...

  • O DÍZIMO, A LEI E A GRAÇA

    Disse também o Senhor a Arão: Na sua terra herança nenhuma terás, e no meio deles, nenhuma parte terás; eu sou a tua parte e a tua herança no meio dos filhos de Israel. E eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança

terça-feira, 3 de maio de 2016

A ORIGEM DA DESIGUALDADE SOCIAL.



Para encontrarmos a origem da desigualdade social, razão de tantos males na história da humanidade, é preciso nos afastarmos um tanto do quadro social e olharmos para ele de uma forma mais panorâmica. Somente depois disto é que será possível entender melhor a realidade do mundo.

Insisto neste tema que volto a abordar por encontrar nele o analise clínico da atual sociedade, capaz de revelar as origens das situações presentes, bem como desnudar os pontos que nos levam ver que a solução do caos social, em hipótese nenhuma, virá de nenhuma ação patriótica, de nenhuma ideologia filosófica, de nenhuma vertente política, nem mesmo de uma reforma econômica social, porque é um mal que tem sua fonte no íntimo dos homens e, sem a mortificação da gene corrupta inerente do ser humano, a solução deste mal é impossível. Todas as metodologias utilizadas pelos homens propõe a repressão, um combate contra aquilo que faz parte do esteriótipo, mas incapaz de curar o interior, as raízes, a fonte do mal.

Como podemos observar, a repressão funciona como um estimulador de revolta, na verdade é como colocar mais lenha na fogueira. Isto nos coloca em um ciclo vicioso,  porque a não repressão também não traz solução, porque a impunidade também é uma ferramenta de fortalecer opressores.

Diante deste quadro, a guerra é o resultado. Assim os homens se enfrentam e se matam. Humanamente falando, nada é possível ser feito. Não serão os homens que curará a humanidade.          
Quero compartilhar algumas coisas aqui à quem se interessar, que muitas vezes desenvolveu seu pensamento acreditando que sua posição política é a mais viável no tratamento dos problemas sociais, que movido por algumas abordagens parciais tende a ver o mal em determinado lugar, que se convence de que um é o mocinho e o outro o vilão.
As profecias sempre são os olhos espirituais para quem quer sondar estas questões. Estou levando em consideração que isto seja assim para aquele que dela faz uso na condição de novo nascido, que pode ver o homem do ponto de vista de Deus e, não de si mesmo.  Com isto quero dizer que será natural que muitos descordem deste analise e, isto por não possuir os fundamentos mais básicos e essenciais para compreender a linguagem e a proposta que as revelações sagradas trazem para o novo nascido a fim de que desista de ter esperanças de um mundo melhor enquanto ainda estiver por consumar os juízos de Deus. É evidente, que os remidos devem ter esperanças de dias melhores, mas isto será possível somente quando o último poder estabelecido também fracassar e for substituído pelo governo de Cristo que será eterno, justamente porque, antes de resolver o mundo dos homens, Cristo chamou e dos que chamou,  separou os que aceitaram a substituição de seu ser corrompido, quando negaram-se até o fim conforme propôs à quem nasceu o novo nascimento.


Tendo explicado esta questão vamos para o análise:

Apocalipse aponta para duas posições de domínio nos últimos dias que antecedem o Armagedom:

1 - A grande babilônia, constituída pelo sistema mercadológico desde a era  medieval, o qual conhecemos atualmente por capitalismo e,
2 - A besta que sobe da terra, constituída por uma aliança de nações que se fortalecem fora dos padrões da tradição religiosa oriunda do medievo, chamado cristianismo católico.

O socialismo coexistente com o capitalismo, é produto do próprio capitalismo como poderemos ver mais adiante.  

O quadro que descreverei é o histórico que se pode observar nestes últimos séculos. 

Em todas as vertentes tanto dentro de uma posição como da outra, o que se verifica que esteja em foco é a direita e a esquerda, capitalismo e socialismo em um combate sangrento e, de geração a geração, vemos o grande monstro vermelho obtendo grandes vantagens sobre o tradicional poder que é oriundo da religião cristã.  

Uma das grandes evidências nota-se na aliança global, hoje com mais de  200 países membros, o combate para a desestatização da igreja.  Este é um dos principais trunfos do socialismo contra o capitalismo. A globalização é fundamentada sobre  a proposta do ESTADO LAICO, liberto da religião, liberto de Deus ou deuses. Sabemos que isto é apenas uma falácia, porque o laicismo adotou a proposta de uma religião fundamentada nos valores do paganismo, que coloca o homem no centro. Uma proposta que já nasce morta, fadada aos mesmos erros do cristianismo, que usou fraudulosamente o termo Deus, para esconder o homem, que sempre foi o poder absoluto ainda na era medieval.


O poder da direita vigorou por todos os séculos anteriores porque a igreja católica era o governo mundial. Quando digo igreja, estou considerando que os reis europeus medievais beijavam os pés do papado, eram membros e militantes fervorosos da cúpula católica.

Com o fortalecimento da oposição que veio ocorrendo de algum tempo para cá até a globalização ter sido iniciada, os poderes mundiais estabelecidos optaram pela renúncia dos valores católicos e não os querem mais como base da consciência da nova era e nem de governo. Isto porque os valores do catolicismo não permitem que seus ideais sejam realizados.

A globalização poderá ser consumada somente com o fim do fundamentalismo cristão, esta é a conclusão que chegaram, ou pelo menos com a substituição da sua essência. Daí a guerra para transformar até mesmo o catolicismo em uma religião sem seus fundamentos tradicionais, como vem propondo o neocatolicismo no movimento que é conhecido como DIÁLOGO INTERRELIGIOSO, que propõe a valorização dos pontos convergentes das religiões e o fim dos pontos divergentes, que existem nas religiões fundamentalistas e, assim formaram a religião da Terra, nomeada Organização das Religiões Unidas, presidida pelo papa em aliança com o patriarca Bartolomeu e lideranças do islã e do judaísmo, do budismo e tantos outras religiões pagãs.

Sendo o cristianismo e seus valores a força desta igreja impostora que assumiu o poder em lugar do império romano, é natural que seus opositores ataquem seus valores para obter sua queda. 

Também é natural que acusem o cristianismo pelos males do mundo que, pelos pecados da mesma religião, questionem a existência de Deus,  uma vez que Ele não foi capaz de resolver os problemas sociais, muito pelo contrário, beneficiou uma classe e sobrepujou outras.

Esta posição da igreja romana continua sendo a fonte da revolta que ainda gera as grandes guerras. Na verdade, são estas acusações aquilo que tem dado força para que o movimento de esquerda desde os tempos mais remotos.

Como observamos, a direita já foi absoluta, forte, incontestável, mas agora já não é mais, exatamente como descreve a profecia, dizendo que o mundo que ela construiu iria ruir pelas mãos de seus opositores, gerados por ela mesma.

Os valores mudaram, a força do catolicismo se foi, ele caiu em descrédito e, para permanecer está tendo que abrir mãos dos valores que estão na contramão da globalização, aderindo de forma mais explicita ao paganismo a ponto dos verdadeiros conservadores estarem revoltados com o novo posicionamento do atual líder religioso.  

Por outro lado,  as novas gerações não querem mais Deus, tendo nas escolas o ensino que prima pelo estado laico. Aprendem desde cedo sobre  o fracasso da religião cristã como sistema de governo.  Para estes, realmente Deus não existe, porque se existisse e fosse quem diz que é, o mundo não seria tão desumano e  tão desigual.

Isto é o que o maldito catolicismo fez com o nome do Senhor Jesus Cristo, que nunca em nenhuma situação, foi responsável pelas barbáries dos doentes mentais que se auto intitularam representantes de Deus, quando na verdade são sacerdotes malditos a serviço dos seus próprios interesses.

A profanação vinda dos agentes de direita, conhecidos como conservadores, maculou o nome de Deus gerando o repúdio e ódio por Ele. Fizeram o mesmo que os fariseus, quando macularam o nome de Deus, dando a entender que a Lei e seus estatutos foram incapazes de gerar justiça social, quando na verdade, não foi a legislação, mas os legisladores que fizeram mau uso de suas posições e usaram de uma interpretação errada para consolidarem-se no poder.

O catolicismo sem dúvida é a continuação do império romano, mas sob a  égide do termo JESUS CRISTO,  de quem se apossaram para domesticar os povos e colocar os reis à seus pés, como se vê em todo o enredo da história através dos séculos até hoje.

Para se vingar desta organização malévola e hipócrita, Deus se colocou a favor daqueles que odeiam seu nome e fortaleceu o braço dos comunistas para que por meio do ódio deles, torne-se  viúvo daquela que insiste proclamá-lo esposo, não tendo sido jamais sua esposa. Por esta razão entrega o mundo ao poder de satanás a fim de  limpar seu nome, destruindo a meretriz que  o profana.

A destruição da falsa igreja é uma questão de honra ao nome do Senhor dos Exércitos, que tem sido pisado ao longo de todos estes séculos, enquanto que por misericórdia das vítimas do falso cristianismo, suportou até o momento oportuno a sua vingança.

O governo mundial não será eleito pelo povo, não será de um regime democrático. Ele vem de um poder que surge do caos, dos escombros da queda da grande babilônia, como a cabeça com a  ferida de morte curada. Única alternativa para o mundo que sucumbi sob os escombros da velha ordem capitalista cristã, agora em  ruínas, das cinzas como ensinam os comunistas, do abismo, como relata o livro de Apocalipse.

O fim da bolsa de valores,  o fim das soberanias, o fim da era industrial, o fim do mundo capitalista, o fim do patrimônio privado,  com um número extremamente reduzido da população, apenas a quarta parte dos habitantes da terra.  Será a nova economia da globalização que  abrirá portas para quem reconhece-la e a seu autor como deus e submeter-se a ele e a seus propósitos. Isto é o que foi profetizado e é isto que está sendo consumado.

Da guerra que a esquerda estabelece contra a direita resultará no cumprimento desta profecia. No capítulo 18, Apocalipse detalha os acontecimentos que porá fim na era capitalista. Observa-se ainda no capítulo 14 e 16 a profecia dizendo claramente que Roma será tomada pelos poderes de esquerda, como já é possível ver ocorrendo com a invasão islâmica na Europa:

“E houve vozes, e trovões, e relâmpagos, e houve um grande terremoto, como nunca houve desde que há homens sobre a terra; tal foi este tão grande terremoto. E a grande cidade fendeu-se em três partes, e as cidades das nações caíram; e da grande babilônia se lembrou Deus, para lhe dar o cálice do vinho da indignação da sua ira."  Apocalipse 16:18,19


Observe duas coisas distintas aí nestes versos: A cidade das nações, Roma,  e a Grande Babilônia, que é o fruto do desenvolvimento mundial realizado pelo falso cristianismo, literalmente sua política teocrática e sua economia capitalista que gerou desde o tempo do feudalismo a classe dominante e a classe dominada.
Segundo a profecia, a grande cidade sofrerá um terremoto e isto favorecerá a sua invasão.  Em seguida vem a queda da babilônia, que é o ataque dos povos anticristãos contra os poderes conservadores promovendo em toda a terra uma carnificina total da resistência.

A descrição detalhada vem no cap 18 de Apocalipse,  demonstrando que o fim do capitalismo será trágico, uma guerra mundial da esquerda contra o que sobrou da direita.

Claramente está escrito em Ap 17: 15 – 18,  quem de fato derrubara o grande babilônia:
"E os dez chifres que viste na besta são os que odiarão a prostituta, e a colocarão desolada e nua, e comerão a sua carne, e a queimarão no fogo. Porque Deus tem posto em seus corações, que cumpram o seu intento, e tenham uma mesma idéia, e que dêem à besta o seu reino, até que se cumpram as palavras de Deus. E a mulher que viste é a grande cidade que reina sobre os reis da terra."

A esquerda reinará até a volta do Messias e, o fim da era cristã será obtido pela intervenção dos governos socialistas que presidirão os 10 blocos mundiais da aliança global, os quais militam para o sucesso do governo antropocêntrico, firmado nos valores que concede à eles total poder sobre os homens de todo o planeta terra.  
 
Odeiam a prostituta porque são ateístas e ela religiosa, porque quererá ela  ser novamente o grande poder mundial e, é isto que está em curso.  A profecia afirma declaradamente que isto não voltará ocorrer.

Da terceira guerra mundial está escrito:
"E olhei, e eis uma nuvem branca, e assentado sobre a nuvem um semelhante ao Filho do homem, que tinha sobre a sua cabeça uma coroa de ouro, e na sua mão uma foice aguda.
E outro anjo saiu do templo, clamando com grande voz ao que estava assentado sobre a nuvem: Lança a tua foice, e sega; a hora de segar te é vinda, porque já a seara da terra está madura.
E aquele que estava assentado sobre a nuvem meteu a sua foice à terra, e a terra foi segada.
E saiu do templo, que está no céu, outro anjo, o qual também tinha uma foice aguda.
E saiu do altar outro anjo, que tinha poder sobre o fogo, e clamou com grande voz ao que tinha a foice aguda, dizendo: Lança a tua foice aguda, e vindima os cachos da vinha da terra, porque já as suas uvas estão maduras.

E o anjo lançou a sua foice à terra e vindimou as uvas da vinha da terra, e atirou-as no grande lagar da ira de Deus.

E o lagar foi pisado fora da cidade, e saiu sangue do lagar até aos freios dos cavalos, pelo espaço de mil e seiscentos estádios." Apocalipse 14:14-20

O lagar é fora da cidade! isto quer dizer que a matança vai iniciar no território onde mais roma fez cadáveres e se estenderá de lá sobre todo o povo romanizado, que carregou o cristianismo pagão da grande prostituta, manchado de sangue:

 “E, havendo aberto o quinto selo, vi debaixo do altar as almas dos que foram mortos por amor da palavra de Deus e por amor do testemunho que deram.
E clamavam com grande voz, dizendo: Até quando, ó verdadeiro e santo Dominador, não julgas e vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra?

E foram dadas a cada um compridas vestes brancas e foi-lhes dito que repousassem ainda um pouco de tempo, até que também se completasse o número de seus conservos e seus irmãos, que haviam de ser mortos como eles foram.”  Apocalipse 6:9-11

O juízo da babilônia inicia-se com a queda de Roma e se alastrará por toda a terra pondo um fim neste sistema político, econômico e religioso que dominou o mundo.

Desde então, o mundo será quase que totalmente ateísta até o Armagedom, até a volta do Messias.  Desde então Ele governará para todo o sempre neste planeta e dele, todo o universo.

No tempo da besta é que Israel será preparado para receber aquele a quem rejeitaram e traspassaram:

“Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o Espírito de graça e de súplicas; e olharão para mim, a quem traspassaram; e prantearão sobre ele, como quem pranteia pelo filho unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito.”  Zc 12:10


Quando chegar no último dia que é a última trombeta da semana Trombetas, quando a besta e todo seu exército estiverem cercando Israel a fim de extermina-lo, o Messias descerá sobre o Monte das Oliveiras e salvará Israel do Extermínio, destruindo todo o exército da besta e a ela. Assim iniciará o novo milênio, com Cristo no poder mundial.  
 
Lembrando aqui, que quando Deus se levantou para poupar da corrupção o restante de seu povo, teve que travar guerra contra os líderes de israel. Então enviou Jeremias para separar o povo entre os que iriam para o cativeiro e os que iriam para a sepultura. Isto era uma questão de escolha para eles.

Todos os que creram em Jeremias e não se posicionaram patrioticamente foram poupados da morte, indo para o cativeiro, isto foi o livramento, o cativeiro, onde tiveram a oportunidade de serem regenerados para habitar uma Jerusalém que não estava mais sob o domínio daqueles reis corruptos.

Os patriotas foram mortos, pois creram que Deus iria continuar sustentando o governo corrupto e seus sacerdotes corrompidos, opressores do povo.

Jeremias foi visto como traidor do reino, quando na verdade, traidores eram aqueles que usaram da posição que receberam para dominar e escravizar o povo, transformando-o em objeto de conquistas, ferramenta de trabalho, marginalizando toda a nação. Assim sustentavam a glória deles à custa do suor e do sangue alheio.

O mesmo ocorreu com a igreja. Ela abandonou os estatutos da aliança, se corrompeu com os joios que tomaram o poder. Entorpeceu o saber com as heresias.    É a mesma situação nos dias de hoje:
“Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências;  E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.”  2 Timóteo 4:3,4


“E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade.  E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.”  2 Pedro 2:1-3



“Tendo os olhos cheios de adultério, e não cessando de pecar, engodando as almas inconstantes, tendo o coração exercitado na avareza, filhos de maldição;  Os quais, deixando o caminho direito, erraram seguindo o caminho de Balaão, filho de Beor, que amou o prêmio da injustiça;”  2 Pedro 2:14,15


“Porque, falando coisas mui arrogantes de vaidades, engodam com as concupiscências da carne, e com dissoluções, aqueles que se estavam afastando dos que andam em erro,
Prometendo-lhes liberdade, sendo eles mesmos servos da corrupção. Porque de quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo.

Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo, pelo conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, forem outra vez envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro.

Porque melhor lhes fora não conhecerem o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado; Deste modo sobreveio-lhes o que por um verdadeiro provérbio se diz: O cão voltou ao seu próprio vômito, e a porca lavada ao espojadouro de lama.”  2 Pedro 2:18-22

Deus está com os comunistas assim como esteve com os babilônios, não porque aprova suas obras, mas porque se opõe à iniquidade daqueles que se autoproclamam seus filhos, traidores da aliança que custou o sangue de seu Filho, os que carregam o nome de CRISTÃOS e não são. Estes denigrem o seu nome.

Por isso está entregando todos eles nas mãos dos esquerdistas. Destruirá a glória dos pastores capitalistas e dos governos cristãos que comem da carne e rói até os ossos do rebanho.

O mundo que conhecemos está no seu fim e seus dominadores com ele.  Antes não víamos o mal porque estávamos conformados à ele, mas fomos despertados para ver as coisas como realmente são.

Como vimos, a miséria que fomos submetidos é que tem levado muitos à corrupção. Muitos irmãos são vencidos pela opressão, pela crise e a necessidade tem afastado muitos do caminho da vida.  É muito comum ouvirmos que alguns abriram mãos dos valores da fé entrando para negócios ilícitos, rendendo à prostituições.  

A miséria trazida pelo governo do falso cristianismo e pelo seu sistema econômico tem poder para transformar as vítimas da miséria em bandidos perigosos.  Por isso, o capitalismo foi em toda a sua história, a fábrica de filhos do inferno duas vezes mais do que eram antes. O mesmo fazia o farisaísmo. Isto porque o que possuem em comum, cristianismo e farisaísmo, é o monopólio da fé, da política e o controle dos recursos e da economia, que vem como herança de geração a geração, mantidos nas mãos dos filhos avarentos, para que por meio da miséria do povo, se consolide-se o poder em suas mãos.  A isto é chamado NICOLAÍSMO! O clero e a corte sempre com seus nobres no topo e o trabalhador, como combustível de seus interesses egoístas. 


Não sou comunista! Abomino o socialismo e o comunismo com todas as células do meu corpo, no entanto, o que sinto a respeito do falso cristianismo capitalista excede ao que abomino.  A mim, nem uma vertente e nem a outra engana com este discurso idiota de bom samaritano. Tenho razões de sobra para celebrar a derrota da direita e o fim de sua política/econômica/religiosa com muita alegria, porém, será no Armagedom que lavarei minhas mágoas para sempre com o extermínio total do comunismo.


O caos é inevitável porque é nele que os homens terão todas as provas que precisam, fatos concretos de que são incapazes para solucionarem o mal que foi criado por eles mesmos. Todos os esforços e sacrifícios ao longo de séculos e séculos completamente vãos e todo investimento, inútil.  Isto serve tanto para os da direita como para os da esquerda. Tanto para religiosos como para ateus. No fim, tanto um como o outro, ambos terão quer seja por espontânea vontade ou não, que dobrar seus joelhos diante do trono do rei Jesus Cristo e confessar que ele é o Senhor e reconhecer por força dos fatos que tudo teria sido muito mais fácil caso tivessem levado suas doutrinas a sério. No entanto, para estes será muito tarde, porque não desfrutarão destes benefícios caso morram em seus pecados e delitos. O reconhecimento do fracasso e a sua confissão no presente é que poderá mudar o futuro e o destino deles. Não demonstram estar interessados nisto.


Na história, observamos que o fortalecimento da esquerda vem ocorrendo com adesão das vítimas do capitalismo, os miseráveis, terra fértil para a militância esquerdista. São estes que aderem ao movimento do estado paralelo por ter nele a opção de sobrevivência.  Assim, os mentores da rebelião encontraram na miséria do povo, o apoio que precisavam para alavancarem seus ideais.  Assim notamos que os miseráveis não possuem saída, sempre estarão sendo usados pela babilônia ou pela besta. 


É obvio que os meios não justificam os fins, não é isto nenhuma justificação para que alguém se renda ao crime, mas são evidencias de que o sistema econômico do cristianismo foi desenvolvido para gerar revolta contra Deus, uma vez que o mundo pós moderno foi organizado e desenvolvido por cristãos ilustres, cegos da verdade e do propósito de Deus e sedentos para satisfazerem seu próprio ego.  Egocêntricos que não enxergam a ninguém além de si mesmos. 


Olhando desta ótica, é evidente que todos são criminosos. Uns amparados na lei e outros condenados por ela.

Por fim, quero trazer uma matéria sobre o crime organizado que, na verdade,  é fruto da fusão entre os bandidos de rua, os marginalizados com os criminosos políticos, aqueles que foram presos pela ditadura direitista por serem comunistas.  Ressaltando que este é o quadro que se desenvolveu aqui no Brasil e em alguns países vizinhos.

Os tais em sua maioria, eram professores universitários e, deram escola conforme os ideias e interesses socialistas  para os bandidos nos presídios, nascendo assim,  o comando vermelho no Rio de Janeiro na década de 30.  Desta forma os presos adquiriram uma ideologia em comum e se uniram contra a sociedade opressora, dona do capital.  Estava criado o estado paralelo!

As prisões com a presença dos comunistas viraram uma encubadora deles. Esta também é uma forma de enxergarmos o cumprimento profético que diz: “Mistério, a grande babilônia, a mãe das prostituições e abominações da terra.”  Apocalipse 17:5

Muitos foram os feitos que dá a ela este título, mas principalmente por construir um sistema político, econômico e religioso que fez do povo em geral, escravos. 



Como é possível perceber, a direita está sendo vítima dos monstros que ela mesma pariu e, por meio deles, vem bebendo do seu próprio veneno.   Cavou uma cova e nela será sepultado. Esta é uma lei divina, porque de Deus ninguém escarnece, tudo que o homem plantar, certamente colherá.

Na sequência  uma matéria e vídeos que separei dentro do tema apresentado:


"O Estado criou estes caras". Entrevista com Hélio Luz,
ex-chefe da Polícia Civil do Rio

Hélio Luz, radicado em Porto Alegre, sua cidade natal e onde residem familiares, o ex-chefe de polícia do Rio de Janeiro (de 1995 a 1997, durante o governo de Marcello AlencarHélio Luz acompanha com interesse a situação do Rio. Delegado aposentado, Luz dirigia a Polícia Civil do Rio quando agentes prenderam o traficante Marcio Nepomucemo, o Marcinho VP, apontado como um dos líderes do tráfico no Complexo do Alemão – para onde fugiram bandidos armados expulsos da Vila Cruzeiro, na última quinta-feira.
A reportagem e a entrevista é de Carlos Etchichury e publicada pelo jornal Zero Hora, 28-11-2010.
A imagem de jovens esfarrapados, armados com fuzis, escopetas, metralhadoras e pistolas, não surpreende Hélio Luz.
– O Estado nunca teve uma política de segurança de médio ou longo prazo. O Estado sempre atuou com uma política de segurança imediata – diz.
Eis a entrevista.
Como funciona o comando do tráfico no Complexo do Alemão?
Ele é diferente das demais favelas. É preciso voltar no tempo. Um dos fundadores do Comando Vermelho (CV),Rogério Lemgruber, o Bagulhão, foi preso na Ilha Grande, na época da ditadura, e conviveu com presos políticos.
Qual a influência da convivência com os presos políticos?
Quando ele saiu da Ilha Grande, começou a se organizar e se juntou com outros líderes. Um deles era o Orlando Jogador, que era do Complexo do Alemão. O Comando Vermelho começou a tomar o espaço de outras favelas, mudando a relação com a comunidade. O pessoal que assumia não tinha respeito com a população, porque era de outra área. O Orlando Jogador cresceu naquela área até ser morto, em 1994. Em seu lugar, assumiu o Marcinho Nepomucemo, o Marcinho VP (Vila da Penha), que era o braço direito do Orlando. Ele era da comunidade, e isso fez toda diferença (mesmo preso, Marcinho VP continua dominando o Complexo do Alemão).
As imagens da Rede Globo o surpreendem?
É uma situação antiga. Esta formação não foi feita em dois anos, cinco anos. Ela foi feita ao longo de 30 anos. Eles conseguem se sustentar no Complexo do Alemão, diferentemente de outras áreas, porque são de lá. Eles conhecem bem o terreno e a comunidade. Mas eles não constituem exército, milícia, coisa nenhuma. É um bando de garotos que não têm nada na cabeça. O fato de eles fugirem juntos supõe algum nível de organização de enfrentamento. Mas não têm.
Qual foi o momento em que o Estado perdeu o controle da situação?
O Estado nunca teve uma política de segurança de longo prazo. Nem de médio prazo. O Estado sempre operou com política de segurança de resultados. Há duas causas para o que nós estamos vendo. Uma, mais remota, e mais grave, que é a questão social. Outra, mais próxima, é restrita à área de segurança.
A impressão é de que se trata de um grupo organizado.
Quando ocorre esta ação espetacular, você pensa que o Estado venceu e que nós estamos derrotando um inimigo. Mas eles não são inimigos do Estado, eles são integrantes do Estado, mas foram marginalizados. O Estado criou estes caras. É produto direto do que nós fizemos. Num nível mais direto da segurança é resultado da corrupção das polícias do Rio.
A polícia do Rio é corrupta como mostrou os filmes Tropa de Elite e Tropa de Elite II?
É muito mais. Se fosse como o filme, seria ótimo. O grande problema é quantas vezes estes garotos foram presos e soltos? Foram para delegacia e liberados? Nem fichados são. Por quê? Porque tem acerto. Eles existem pela permissividade da polícia. Além disso, há questões de fundo. Eles prendem estes 200 que nós vimos fugindo, mas vão colocar aonde? E os outros, sei lá, 20 mil que têm no complexo com a idade deles? Tem política para eles? Vai ser proporcionada uma vida decente para eles? Como será feita a manutenção da área ocupada?
Qual a opinião do senhor sobre as UPPs?
É interessante. Eu não entendo por que colocam recrutas para montar UPPs. Eles dizem que, na média, são uns 200 recrutas com um oficial. Nas 14 UPPs dá algo em torno de 2,8 mil recrutas, 3 mil recrutas. Então, 3 mil recrutas estão resolvendo a situação da criminalidade no Rio? Tem um contingente de 40 mil policiais, mais 10 mil na Polícia Civil, que não resolveram o problema da criminalidade. É isso que estão dizendo? Se é isso, estão confirmando que o problema é corrupção.
Qual a solução para o Rio?
Luz – É desconcentração de renda. Quem tem de dar palpite sobre a segurança no Rio é aquele professor de Pernambuco, o Mozart Neves (ex-reitor da Universidade Federal de Pernambuco, integrante do movimento Educação para Todos). O negócio é educação. Não tem saída.
O senhor já participou de grandes operações no Complexo do Alemão?
Já participei de operações, mas não de grandes operações. Não precisa. Claro que agora, com essa situação, são necessárias mobilizações. Mas os principais vagabundos do Rio foram presos sem dar um tiro. Tu prende o cara no asfalto.
Esta é a situação mais crítica do Rio?
Em 1994, havia 140 pessoas sequestradas no Rio. O problema era muito sério. Os empresários, na época, queriam sair do Rio. Eles faziam seguro com empresas americanas para ter segurança na cidade. Foi um período de caos. Acabou o sequestro no Rio. Por que acabou? Porque a polícia antissequestro parou de sequestrar.










Veja a matéria na íntegra:








Share:
Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Arquivo do blog

Theme Support