• NATAL É A MAIOR CONFRATERNIZAÇÃO ECUMÊNICA MUNDIAL

    Eu sei que a maior parte de vocês vão dar as mesmas desculpas esfarrapadas que os infiéis sempre deram ao longo dos séculos, para fazerem a vontade dos homens...

  • REGULAMENTOS DO CULTO VERDADEIRO

    O que foi escrito sobre cultuar a Deus pode ser notado claramente em Mt 6 com a orientação de Jesus. Alí ele está fazendo um contraste entre...

  • O QUE É SUSTENTABILIDADE?

    O discurso sobre sustentabilidade possui uma mensagem subliminar que as pessoas ainda não entenderam. Para ter uma idéia do que se trata realmente, imagine você, em uma prisão contendo 10 pessoas. Nesta mesma prisão...

  • SAI DELA POVO MEU - PARTE 1 - MESA ESPIRITUAL

    "Porque nós, sendo muitos, somos um só pão e um só corpo, porque todos participamos do mesmo pão. Vede a Israel segundo a carne; os que comem os sacrifícios não são porventura participantes do altar? Mas que digo? Que o ídolo é alguma coisa? Ou que...

  • O DÍZIMO, A LEI E A GRAÇA

    Disse também o Senhor a Arão: Na sua terra herança nenhuma terás, e no meio deles, nenhuma parte terás; eu sou a tua parte e a tua herança no meio dos filhos de Israel. E eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Steve Abrams: "Não nasci nem escolhi ser homossexual".

Um Testemunho



Acho que se pode dizer que sou um homossexual em recuperação. Não estou totalmente recuperado mas acho que identificar-me como homossexual seria incorreto. Se calhar a melhor descrição do que eu sou é "alguém com tendências homossexuais".


Uma coisa que é preciso entender é que eu não acredito que alguém nasce homossexual. Digo isto com uma dor enorme porque a minha caminhada ou a minha vida não têm sido felizes. Muitas pessoas acreditam que nascem assim e afirmam que são felizes. Podem até ser, mas isso não significa que seja correto.Muitas pessoas estão felizes com a sua condição mas eu não estou.


Mesmo quando vivia como homossexual na comunidade gay, sempre me senti desconfortável em relação a isso [homossexualismo] mas não poderia expressar isso a outros homossexuais sob pena de ser acusado de traidor e ter cedido à forma de pensar Cristã.

Mas a minha história tem que ser contada porque acredito que, embora estejamos em minoria, outras pessoas com tendências homossexuais estão também infelizes nesse estilo de vida e também estão incapazes de expressar o que sentem.

Eis então a minha história.

Como criança eu era inteligente e inocente mas era também muito fraco. Não tinha uma figura paterna com quem me identificar e como tal, identifiquei-me com as influências mais fortes presentes na minha vida, a minha mãe e outras mulheres. Assumi a sua identidade e perdi a minha identidade masculina. Acredito que há uma identidade espiritual masculina - não de uma forma machista ou pejorativa.

Quando assumi a identidade duma mulher, tornei-me como elas e perdi o contacto com a minha própria identidade. Consequentemente, a minha caminhada para Deus foi perturbada.

Quando era criança não fui abusado sexualmente e como tal, essa não foi a razão que me tornou no que sou hoje - embora eu pense que muitas crianças são abusadas sexualmente e isso pode leva-las ao homossexualismo. Isto depende de muitas coisas, e eu acredito na criança em si.

O meu pai morreu quando eu tinha apenas 5 anos. Devido à forma como foi educada, a minha mãe tinha uma raiva e desconfiança em relação aos homens. Esses sentimentos foram projectados em direcção a uma frágil criança que, posteriormente, identificou-se com os sentimentos da mãe e rejeitou a sua identidade masculina. Acredito que esta é a causa principal do homossexualismo. Há outras causas, mas esta é a principal.

À medida que fui crescendo, por volta dos 10 ou 11 anos, comecei a olhar para os homens de forma sexual. Isto, obviamente, perturbou-me visto que não sabia o que havia acontecido comigo. Causou confusão e conflito e é isso que tenho sentido desde então. Hoje entendo porquê.

Já em idade adulta, e depois de muita dor (sou seropositivo), apercebo-me que tudo o que eu pensava que eu era, e tudo o que me foi dito, foi uma mentira gigantesca.

Li com muito interesse os vários sites em torno dos Illuminati. Faz sentido que pessoas malignas, poderosas e milionárias, queiram controlar tudo e todos. A melhor forma de levar isto a cabo é destruindo a família - particularmente a relação entre as crianças e as figuras paternas.

A sociedade no geral está a aceitar a propaganda e a lavagem cerebral. Mesmo os Conservadores não se apercebem do que se está a passar. Todos encontram-se perdidos. Estranhamente, os Conservadores e os Cristãos parecem mais perdidos porque eles deveriam saber mais do que sabem, mas isso não acontece.

Muitos Cristãos sabem que a homossexualidade está está errada mas não entendem o porquê disso. Geralmente eles dizem coisas como "É uma escolha!" e eu posso falar por experiência própria: não é uma escolha. É uma compulsão gerada por mau desenvolvimento. Depois disto, ela torna-se um vício como o álcool ou as drogas.

Actualmente estou numa parceria civil com um homem e isso tem sido um problema para mim visto que a minha visão do mundo alterou-se. Esta parceria civil foi feita apenas por motivos económicos e nós vivemos como irmãos. Quero com isto dizer que não há qualquer tipo de relacionamento físico. Ele aceita isso.

Curiosamente, ele concorda comigo quando que digo que o casamento é para heterossexuais e que crianças criadas por um pai e uma mãe têm melhores probabilidades de ter uma boa vida. Ele também concorda que há uma excessiva presença do politicamente correcto e que a liberdade de expressão é importante, qualquer que seja a opinião. Portanto, talvez haja esperança para ele também.

Hoje tenho 51 anos e sou um homem que esbanjou a sua vida, com períodos de elevado tormento, e sinto-me perdido num mundo enlouquecido. Mas acordar para a verdade é melhor do que nunca ter acordado!

Fico perturbado quando vejo a forma como a sociedade levou uma lavagem cerebral de modo a aceitar a agenda homossexual. Penso também que nós, como sociedade, somos culpados por abandonar os nossos princípios e aceitar a dita agenda. É tempo da sociedade acordar!

Não sei se há esperança para a minha recuperação e para a vida que Deus tinha planeado para mim, mas sinto que este artigo é um bom primeiro passo.





----------
Steve Abrams, de 51 anos, entende as causas do seu homossexualismo e guarda ressentimento contra a sociedade e contra os activistas homossexuais que lhe ocultaram a verdade.

Chegamos a um ponto da sociedade ocidental onde, por motivos puramente políticos, o Estado está a fomentar junto da população um transtorno do desenvolvimento.

Infelizmente, a maior parte da sociedade ocidental, desconhecedora dos verdadeiros propósitos da agenda gay, continua a olhar para as reivindicações dos activistas homossexuais como causas que giram em torno dos "direitos civis" e não como o que essas reivindicações realmente são: manobra política que visa destruir a família natural de modo a que a população seja mais facilmente controlada pela elite governamental.

Outra coisa que convém notar neste testemunho é a falta que uma figura paterna saudável faz na vida dum rapaz. Por melhor que seja a mãe, ela nunca pode ensinar a masculinidade a um rapaz






Share:

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Sacerdotes israelitas realizaram o sacrifício do cordeiro como oferta Pascal - O dia do Messias Vem!

Páscoa 2012 em Jerusalém, o Kohen (sacerdotes de Israel) começaram a reaprender a arte de oferecer o Pessach. Em 2 de abril, uma organização orientada ofereceu aulas para todos os que optaram por participar de um seminário na tarde do 10 º de Nisan. Estas aulas foram realizadas para discutir as mitzvot (mandamento) da Torá em referência à oferta halakhic e as aplicações práticas sobre como realizar a oferta de Páscoa já a mais de 1940 anos depois.
Centenas de pessoas, homens, mulheres e crianças, de todos os setores judaicos em Jerusalém, reuniram-se em público para uma demonstração ao vivo de um sacrifício de Pascoa, igual era realizado no Templo judaico na época de Herodes a dois mil anos passados.
Dois cordeiros e cabras foram selecionados para um real abate ritualístico e foi conduzido diante de toda a platéia. Para isto, um pequeno altar de pedra foi erguido.
 Blood of the Sacrificial Animal
Em seguida, uma completa re-promulgação do sacrifício de animais que envolveu um verdadeiro abate do cordeiro foi realizado. 
Assim que o cordeiro foi sacrificado seus órgãos foram queimados sobre o altar, conforme indicado nos mandamentos bíblicos e, em seguida, removido e exibidos. O cordeiro foi então colocado em um espeto de fogo como era na época do Templo do Rei Herodes, e depois assado em um forno especialmente preparado como nos dias em que o Templo Sagrado estava funcionando como a "A Casa de D'us". Posteriormente, o Instituto do Templo distribuiu a carne para as famílias judaicas carentes.
Gathering of the Jews watching Sacrifice
Uma coisa importante sobre esta experiência educacional é o fato de que a oferta Pascal pode ser realizada oficialmente em cima de um altar em referência à localização precisa de onde ficava o Templo. Algo também muito interessante, é que mais de duas mil pessoas participaram da manifestação korban Pessach, como descrito pelo Instituto do Templo :
Instituto do Templo - "A multidão que compareceu  era composta por pessoas de todas as matizes - ultra ortodoxas moderna e secular. Na verdade, era uma seção transversal de toda a nação de Israel. O interesse foi tão grande e o desejo de ver a demonstração tão intensa, que a encenação não poderia acontecer em uma "área estéril". Estavam presentes no local a imprensa religiosa e secular entusiasticamente cobrindo o evento.
Mais surpreendente e gratificante foi a emoção que animou os participantes. Esta não foi uma mera tarde de "entretenimento". Era realmente  uma memória antiga coletiva sendo restaurada. Um espírito de alegria do feriado e da unidade se acendeu. Foi como uma ressurreição que alegrou e reaqueceu corações enquanto um clamor dizendo que "No próximo ano será no Templo Sagrado" podia ser ouvido da multidão. " 



Judeus Realizam Sacrifício da Páscoa e Declaram: Estamos prontos!
Share:
Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Arquivo do blog

Theme Support